24/01/2012 10h08 – Atualizado em 24/01/2012 10h08

Os dados mostram que o setor de alimentos e bebidas impulsionou o aumento no volume de produtos envolvidos em recall. Em apenas duas campanhas, 34 milhões de produtos foram convocados

BAND

O número de produtos convocados em recalls disparou em nove anos. De acordo com dados do Procon-SP, as 78 convocações realizadas em 2011 envolveram 46,68 milhões de itens. O volume é 35 vezes superior ao registrado em 2002, quando foram feitos 32 recalls de 1,41 milhão de itens.

“O crescimento se deve à diversificação do mercado de consumo, maior conscientização do consumidor e fiscalização dos órgãos de proteção”, disse o diretor do diretor de fiscalização do Procon-SP, Renan Ferraciolli.

Os dados mostram que o setor de alimentos e bebidas impulsionou o aumento no volume de produtos envolvidos em recall. Em apenas duas campanhas, 34 milhões de produtos foram convocados. O número é bem superior ao registrado em 2010, de 238.905 itens em dois recalls.

Outro setor que apresentou um volume expressivo de itens envolvidos em recalls foi o de higiene e beleza. Em 2011, foram realizadas duas campanhas de mais de 10 milhões de produtos. Em seguida, aparece a indústria automotiva, com 61 recalls para 651 mil veículos.

Segundo Ferraciolli, o percentual de consumidores que não atendem aos chamados de recall é de 40%. “Embora não tenha prazo para comparecimento, o consumidor deve procurar a empresa o quanto antes. Ele pode estar com uma bomba-relógio em casa”, diz.

Comentários