11/11/2006 08h21 – Atualizado em 11/11/2006 08h21

Terra

A seccional paulista da Ordem dos Advogados de Brasil (OAB) divulgou uma lista com os nomes de mais de 180 autoridades criticadas pela entidade por violar as prerrogativas da advocacia; caso elas peçam autorização da Ordem para advogar, o acesso será negado. Entre os nomes da lista estão juízes, delegados de polícia, promotores, escrivães e vereadores. A entidade alega que seu estatuto prevê que o registro deva ser negado àqueles que cometerem atos incompatíveis com a advocacia.

Comentários