24/03/2018 09h11

Segundo a polícia, vítima de 37 anos havia se oferecido para ajudar a retirar o caminhão guincho que estava em cima de uma carreta

Redação

Um operador de caminhão munk de 37 anos morreu ao ser atingido por uma rampa de ferro quando ajudava os colegas a retirar o caminhão guincho de cima de uma carreta na tarde desta sexta-feira (23), na sede da empresa em Campo Grande.

Segundo o registro policial, um funcionário afrouxou o cabo de aço do lado direito e a vítima para auxiliá-lo foi pegar o ferro que soltava o esticador do cabo de aço. Neste momento em que a rampa de acesso, sustentada pelo pistão hidráulico, desceu sem controle e rapidamente sobre a vítima.

Na hora do acidente, o dono da empresa, o motorista da carreta e o funcionário tentaram erguer a rampa, momento em que a vítima conseguiu rolar no chão, mas poucos minutos depois morreu.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionado e o médio informou que o operador de caminhão havia sofrido traumatismo e afundamento de crânio encefálico, fratura da coluna cervical e coluna lombar, fratura completa fechada do antebraço esquerdo.

Familiares da vítima foi ouvida no fim desta tarde. O caso foi registrado como morte a esclarecer na 4ª Delegacia de Polícia.

Outro acidente

Um caminhão dessa mesma empresa se envolveu em um acidente pela manhã quando transportava uma piscina na capital sul-mato-grossense. O guindaste caiu e atingiu três casas. De acordo com a Defesa Civil, as residências não precisaram ser interditadas.

Os donos da empresa não quiseram comentar nenhum dos acidentes, mas informaram que em relação às casas atingidas pelo guindaste, não levar os moradores para um hotel para fazer os reparos nos imóveis.

*G1

Comentários