Para quem está apertado para pagar de uma vez só há a possibilidade de parcelar em cinco vezes

Duas coisas são inevitáveis: a morte e pagar imposto. Por isso, junto com uns quilos a mais devido à extravagância do final do ano, dezembro nos traz os boletos de IPVA.

Sem embrulho de Natal nem jingle tocando ao fundo, os carteiros já começam a deixar as contas nas casas dos sul-mato-grossenses neste final de ano.

No entanto, se sobrou um pouquinho do 13º e você quiser ter um desconto bacana, fique de olho nas datas: quem pagar a cota única até 31 de janeiro tem 15% de desconto.

Mas se a grana está curta você pode parcelar em até cinco vezes – a primeira parcela também vence no dia 31 de janeiro. Só que aí não tem desconto.

O desconto e condições de pagamento são as mesmas dos anos anteriores. Carros de passeio, por exemplo, têm alíquota de 3,5%. Caminhão, ônibus, micro-ônibus e veículos de passeio novos permanecem isentos pelo primeiro ano. Para motocicletas, a primeira tributação tem desconto de 50%, resultando em uma alíquota de 1% sobre a tabela FIPE.

As alíquotas para veículos usados são de 2% para caminhão, ônibus, motos, triciclos e quadriciclos; de 2,5% para embarcações e aeronaves; 3% para aeronaves e lanchas esportivas, como jet-skis, motor-home e kart; 3,5% para carros de passeio; 4,5% para carros de passeio com capacidade de até oito passageiros, que utilizem óleo diesel; e de 7% para veículos de corrida. Para frotistas, a redução também continua a mesma do ano passado.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado, ficando atrás somente do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Ao todo estão sendo encaminhados 1,1 milhão de carnês, que é o número correspondente a frota de veículos sul-mato-grossense. Para os contribuintes que optarem pelo parcelamento, não há desconto.

Comentários