03/12/2018 07h50

Mãe afirmou que pensa em se matar porque não aguenta mais conviver com o rapaz

Gisele Berto

Um homem de 42 anos chamou a polícia na manhã de ontem, 2, em Paranaíba, para denunciar o próprio filho, que plantava maconha no quintal.

Cansado do cheiro que a droga produz quando é queimada, o homem pediu para o filho parar de cultivar maconha na horta da família. O filho, então, teria ficado agressivo e destruído toda a plantação – além dos pés de maconha, arrancou outras plantas do local.

De acordo com o pai do rapaz, ele faz ameaças frequentes à família, usando uma faca. A mãe do acusado, de 50 anos, toma medicamento tarja preta e disse à polícia que pensa em se matar, porque não aguenta mais a convivência com o próprio filho, e que o cheiro da droga lhe faz mal.

A mãe também disse que o rapaz está vendendo objetos da casa para comprar droga. Quando a polícia entrou na casa, a convite do pai do autor, encontrou em cima da cama do rapaz um pé de maconha. A mãe entregou, também, um cachimbo de PVC usado pelo filho para consumo de crack.

Apesar de dizer que não quer processar o filho, a mãe diz que não aguenta mais a convivência com ele dentro de casa.

Comentários