Estado vai investir em programa de transição para 2.700 pessoas que devem perder renda com o fechamento

A Paper Excellence, empresa de papel e celulose indonésia que disputa o controle da Eldorado Brasil com a J&F Investimentos, vai fechar uma fábrica de celulose no Canadá e impactar pelo menos 2.700 empregos. O governo da Província de Nova Scotia negou no último dia 20/12 um pedido da Paper Excellence de estender o prazo de cinco anos determinado em lei para que a empresa parasse de lançar os efluentes tóxicos da fábrica em uma baía da região.

DISPUTA JUDICAL

No Brasil, a Paper Excellence é dona de 49% da Eldorado Brasil Celulose, com sede em Três Lagoas e mais de 4 mil funcionários. A empresa de origem indonésia disputa o controle da empresa com a J&F Investimentos, detentora dos outros 51% da Eldorado, em um tribunal arbitral.

Enquanto isso, a Paper Excellence não foi capaz de realizar os investimentos necessários a tempo, para tornar sua fábrica no Canadá menos poluente.  O CEO da Paper Excellence no Canadá, Brian Baarda, já havia anunciado que, caso o prazo não fosse estendido, teria que fechar a fábrica. A partir de 31 de janeiro, portanto, a empresa fechará por não poder mais lançar os efluentes resultantes da produção no corpo d’água, que era utilizado por comunidades tradicionais para a pesca e o lazer.

Segundo o governo, cerca de 2.700 empregos serão afetados pelo fechamento. A fábrica é a principal fonte de renda do setor florestal da província, movimentando desde fornecedores de serviços e produtos para florestas até produtores rurais e caminhoneiros. Nas contas da própria Paper Excellence, são 11 mil impactados direta e indiretamente.

O premiê da Província de Nova Scotia, Stephen McNeil, cargo equivalente ao de governador, anunciou um projeto de apoio aos trabalhadores e fornecedores que ficarão sem renda devido ao fechamento. O governo da província vai investir 50 milhões de dólares canadenses no plano.

SANTUÁRIO POLUÍDO

Por décadas, a fábrica pertencente à Paper Excellence lançou os efluentes em um antigo santuário de fauna marinha, o Boat Harbour. O despejo irresponsável trouxe danos ambientais e econômicos à comunidade, uma vez que pescadores perderam sua fonte de renda.

Em 2015, o governo da Nova Scotia determinou o fim dos despejos dos efluentes no lago até 31 de janeiro de 2020. Menos de um ano antes do fim do prazo, a Paper Excellence chegou a propor o despejo dos efluentes em outro ponto, o Estreito de Northumberland – apenas mudando o local da contaminação. Além disso, o projeto carecia de muitas informações e estudos ambientais. A Paper Excellence não apresentou outro plano a tempo de o mesmo ser submetido a audiências públicas e à apreciação dos governos federal e da Nova Scotia.

Comentários