14/01/2013 15h25 – Atualizado em 14/01/2013 15h25

Prefeitura prepara ação de enfrentamento à dengue

Apesar do baixo número de casos notificados da doença, os últimos resultados do Lira exigem ações específicas direcionadas à eliminação dos criadouros do Aedes Aegypti

Da Redação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, prepara ação específica e intensiva de enfrentamento à dengue.

Reunião para definir ações, máquinas, equipamentos e equipes de trabalho aconteceu na secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação, no quarto andar do prédio da Prefeitura, na manhã desta segunda-feira (14).

Participaram da reunião os secretários Walter Garcia de Oliveira Júnior (Infraestrutura, Transporte e Habitação) e Eliane Brilhante (Saúde), acompanhada da diretora de Vigilância em Saúde, Neide Hiroko Yuki da Silva; e dos coordenadores José Carlos Santos Coelho (Endemias) e Fernando Garcia de Brito (Educação em Saúde).

Ficou definido que o enfrentamento à dengue consiste em uma série de ações específicas, direcionadas a retirar e eliminar o maior número possível de focos criadouros do mosquito Aedes Aegypti, nas residências, quintais e terrenos não construídos.

“Temos que agir com rapidez e eficiência no enfrentamento à dengue, para evitarmos a eventualidade e perigo do surgimento de uma epidemia, a exemplo do que ocorre em Campo Grande e outros municípios de Mato Grosso do Sul”, observou Eliane Brilhante.

“Graças ao dedicado e intenso trabalho das nossas equipes de Agentes de Endemias e das ações que realizamos no ano passado, como o ‘Saúde na Comunidade – Juntos com Responsabilidade’, conseguimos manter baixos os números de casos de dengue”, comentou a secretária de Saúde.

No entanto, “infelizmente, os últimos resultados do LIRA (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti) indicam que aumentou em muito a presença de focos criadouros de mosquitos em vários bairros”, alertou Eliane Brilhante.

“São esses resultados que irão direcionar as ações específicas, que se fazem necessárias ao enfrentamento da dengue”, explicou a secretária de Saúde.

AÇÕES

Ficou decidido que o enfrentamento à dengue, a começar ainda nesta semana, consiste numa série de ações específicas, com o objetivo principal de localizar, retirar e eliminar o maior número possível de criadouros do mosquito Aedes Aegypti.

Pelos últimos resultados do LIRA, as ações de enfrentamento à dengue começam imediatamente, pela ordem de prioridade, nos seguintes bairros: Nossa Senhora das Graças, Distrito Industrial, Vila Alegre, Interlagos, Santa Rita e Nossa Senhora Aparecida.

Caberá às equipes do Departamento de Infraestrutura Urbana e Serviços Públicos, responsável pela manutenção urbana, a roçada e limpeza dos terrenos não construídos.

Por sua vez, as equipes de Agentes de Endemias farão mutirão de localização e retirada dos criadouros do mosquito nas residências e quintais.

“Para esse trabalho, iremos contar com a participação e acompanhamento dos moradores, porque nossas ações têm melhores resultados quando há a participação de todos”, observou a diretora Neide Yuki.

“É preciso estarmos atentos aos grandes, médios e pequenos criadouros de mosquitos. Isso quer dizer, eliminar tudo o que possa armazenar água, principalmente nesta época de chuvas”, orientou o coordenador de Endemias.

Para esse trabalho, as equipes de Agentes de Endemias estarão contando com dois caminhões, dois motoristas e dois ajudantes, para coleta dos sacos de lixo e dos grandes e médios criadouros de mosquito.

“Esta ação de enfrentamento à dengue não é mutirão de limpeza, nem operação cidade limpa, mas ação específica para eliminar os criadouros do mosquito”, resumiu Fernando, do setor de Educação em Saúde.

(*)Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

Reunião que definiu as ações aconteceu nesta segunda-feira (14). Foto: Divulgação/Assessoria

Comentários