Medida visa reduzir a contaminação pelo coronavírus e internações causadas por acidentes de trânsito, que sobrecarregam o sistema de saúde da Capital, e valerá entre quinta-feira (13) e domingo (16)

Para escapar do fechamento total das atividades comerciais não essenciais (lockdown) proposto pela Defensoria Pública, a prefeitura de Campo Grande definiu nova medida para conter o avanço da Covid-19 na Capital. Com o novo decreto, a partir desta quinta-feira (13), até domingo (16), fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, bem como nos espaços públicos e de acesso ao público, inclusive bares e restaurantes.

A prefeitura recorreu da decisão de fechamento total e, após acordo judicial, optou, em conjunto com Ministério Público Estadual, Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas, pela proibição do consumo de bebida alcoólica nos locais de venda na cidade.

A medida foi tomada porque a combinação “álcool e direção” é uma das principais causas de acidentes em Campo Grande. As vítimas destes acidentes acabam ocupando leitos em hospital, prejudicando quem precisa de uma UTI para sobreviver à Covid-19.

A Prefeitura vai intensificar medidas de fiscalização, também para que seja cumprido o toque de recolher, que continua vigorando, das 21 às 5 da manhã.

Dados

Campo Grande é o principal epicentro da doença no estado. Dos 35.562 casos de Covid confirmados em Mato Grosso do Sul, mais de 13 mil são de Campo Grande. Até hoje, 11, 200 pessoas morreram na Capital em decorrência da doença. A taxa de ocupação global das UTIs já chegou a 100%, mas caiu para 85% com a abertura de novos leitos.

Comentários