05/05/2015 09h39 – Atualizado em 05/05/2015 09h39

O presidente da Fiems destaca crescimento do segmento no Estado

Assessoria

O anúncio feito nesta segunda-feira (04) pela Eldorado Brasil de construir a 2ª linha de produção de celulose, com capacidade produtiva de dois milhões de toneladas por ano, em Três Lagoas vai consolidar Mato Grosso do Sul entre os quatro maiores produtores do mundo, conforme avaliação do presidente da Fiems, Sérgio Longen. “É muito importante para a economia do Estado esse novo direcionamento do segmento da indústria de celulose. Há tempos estávamos aguardando essa notícia e vínhamos trabalhando nessa direção”, declarou.

Segundo Sérgio Longen, o investimento de R$ 8 bilhões na nova fábrica, dando início ainda neste mês na terraplenagem do local destinado à construção e previsão de começar a operar no primeiro semestre de 2018, a Eldorado Brasil dá uma resposta positiva aos produtores de eucalipto do Estado. “Recentemente foram diagnosticados mais de 200 mil hectares de eucalipto sobrando no nosso maciço florestal e, com essa nova linha de produção, esse problema será resolvido. Mais do que nunca é uma nova frente, com certeza outros projetos virão neste segmento industrial e também de outros que envolvam o setor de floresta plantada”, analisou.

Ele reforça que o setor industrial sul-mato-grossense vem trabalhando e se consolidando em nível nacional em vários segmentos, não só no de celulose e papel. “É importante que possamos manter o setor organizado, resolvendo também outros problemas que são gargalos, como a logística de transporte atual, o que acaba atrasando o crescimento em vários aspectos da indústria no Estado. Entretanto, vamos evoluindo aos poucos, pois, não é do dia para a noite que você consolida um novo setor produtivo no Estado, tirando ele de produtor de matéria-prima para transformador de matéria-prima. Vamos demorar uns anos para fazer com que Mato Grosso do Sul tenha o setor industrial participando de uma forma efetiva na economia nacional”, afirmou.

(*) FIEMS

Com o anúncio, Três Lagoas estará como um dos principais produtores mundiais de celulose. (Foto: Assessoria)

A fábrica de Três Lagoa terá um investimento de R$ 8 bilhões. (Foto: Assessoria)

Comentários