14/03/2018 16h22

Com previsão de início em abril, o tratamento com cavalos vai melhorar o condicionamento mental e muscular dos assistidos da APAE

Redação

Um sonho antigo do prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, está prestes a tornar-se real para beneficiar vários alunos da escola da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

Em reunião realizada na tarde de terça-feira (13), foram tratados os detalhes para assinatura do convênio entre Prefeitura de Três Lagoas e APAE para disponibilizar o tratamento através de equoterapia aos assistidos pela entidade.

A tratativa teve o apoio e incentivo da secretária municipal de saúde, Angelina Zuque, e do presidente da Câmara Municipal, vereador André Bittencourt. Participaram também o presidente da APAE, Luiz Fausto Rodrigues, e os representantes do Centro de Equitação e Equoterapia Gasparelli, Carlos Eduardo Conti e Everton Gasparelli.

Angelo Guerreiro afirmou que, desde quando era deputado estadual, vinha trabalhando na ideia de que este tratamento alternativo fosse também implantado em Três Lagoas.

Para o presidente da APAE, este convênio vem a somar forças no atendimento aos alunos da Associação. “Esta oportunidade vem ao encontro do que estamos almejando há algum tempo, em relação à equoterapia. São inúmeros os benefícios que este tratamento proporciona às pessoas. Isto vai melhorar a saúde e qualidade de vida dos nossos alunos”, ressaltou Luiz Fausto.

O tratamento está previsto para iniciar em abril e será realizado com cavalos no Parque de Exposições, pelo Centro de Equitação e Equoterapia Gasparelli.

EQUOTERAPIA

A equoterapia é um método de tratamento que visa a reabilitação de pessoas com deficiência, com disfunção mental, sensitiva ou motora. O contato com o cavalo proporciona a disciplina mental, trabalhando o sistema muscular e neurológico, consequentemente o psicológico.

(*) Assessoria de Comunicação

Angelo Guerreiro afirmou que, desde quando era deputado estadual, vinha trabalhando na ideia (Foto/Assessoria)

Comentários