16/11/2006 10h31 – Atualizado em 16/11/2006 10h31

Terra

O Primeiro Comando da Capital (PCC) tentou investir em anúncios publicitários de jornais na para sensibilizar a população para a greve de fome de 40 integrantes da facção no Centro de Readaptação Penitenciária de Presidente Bernardes, em protesto contra as reformas feitas na unidade. O anúncio convida para um missa que será realizada às 12h de hoje na Catedral da Sé, em São Paulo.

A missa será celebrada pelo padre Pedro Fenech, como um pedido por uma solução para o protesto. Desde o dia 6, os internos só bebem água. Se a greve ultrapassar o fim da semana, médicos afirmam que eles podem adoecer. Os detentos reivindicam a retirada das chapas de aço colocadas na frente do vidro das janelas por impedirem a ventilação e a luminosidade, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. No convite, a facção afirma que as “reformas impostas transformaram as celas em verdadeiras câmaras de tortura”. As obras foram feitas entre os meses de agosto e outubro, depois que os presos promoveram um quebra-quebra, com a destruição dos vidros das celas, sanitários e pias.

Comentários