24/03/2018 08h56

Ele responderá por crime ambiental e foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (Prada)

Redação

Um pecuarista de 66 anos foi multado em R$ 38 mil após desmatar ilegalmente 37,81 hectares de cerrado em fazenda de Camapuã, município a 126 quilômetros de Campo Grande, na sexta-feira (24).

Segundo as informações da Polícia Militar Ambiental (PMA), o desmatamento foi encontrado durante fiscalizações na região.

Com a ajuda de imagens de satélites, foi constatado que a ação foi realizada há cerca de um ano para o plantio de pastagem. Além disso, parte da madeira estava na propriedade rural e todas as atividades que eram feitas ali foram interditadas.

O pecuarista, que mora na capital sul-mato-grossense, também foi autuado administrativamente e responderá por crime ambiental. A pena prevista é de três a seis meses de prisão. Além disso, idoso foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (Prada) junto ao órgão ambiental.

*G1

Policiais mediram a área degradada com uso de GPS em MS (Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação)

Comentários