Evento científico que reúne pesquisadores de todo o país foi realizado de forma online no final de março

Dois artigos científicos escritos por uma equipe composta por colaboradores do Centro de Inovações do Sesi de Mato Grosso do Sul, da equipe de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi e também com pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) foram apresentados no Congresso Brasileiro de Fisioterapia. O evento científico que reúne pesquisadores de todo o país foi realizado de forma online no final de março.

Com o objetivo de disseminar o conhecimento científico e expertise do Sesi, a autora principal que é ergonomista do Sesi e mestranda na UFMS, Priscilla Bueno, apresentou os trabalhos que foram realizados juntamente com o gerente de inovação Ricardo Egídio e o gerente de SST do Sesi MS Michel Klaime e pesquisadores da UFMS.

O gerente de inovação do Sesi, Ricardo Egídio, destacou a importância da participação no congresso e da missão social da instituição. “Desenvolver pesquisas que causam impactos positivos dentro das indústrias, principalmente nessa área de ergonomia dentro da Saúde e Segurança do Trabalho, voltado para a saúde do trabalhador é de grande importância para nós.  E reforça a nossa missão e mostrar que estamos no caminho certo buscado segurança e qualidade de vida para os trabalhadores”, explicou o gerente.

A primeira pesquisa apresentada pela equipe do Sesi avalia os riscos biomecânicos de cada posto de trabalho dentro de indústrias. Esse material foi apresentado no congresso na forma de vídeo com explicação detalhada do trabalho desenvolvido pelos pesquisadores e os resultados alcançados. A indústria em Mato Grosso do Sul foi utilizada como estudo de caso e a partir das avaliações observadas, foram apresentadas estratégias de gerenciamento de riscos ergonômicos, que servem de referência para muitas outras empresas em todo o país. Essa pesquisa foi premiada com menção honrosa na área de inovação experimental e transversais, ficando em terceiro lugar entre os trabalhos apresentados.

O gerente de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) do Sesi, Michel Klaime, destacou a importância do desenvolvimento de estudos no âmbito da saúde e segurança para os trabalhadores da indústria. “ Sabemos o quanto essas pesquisas podem trazer de impactos positivos para uma melhor gestão e aperfeiçoamento de práticas dentro das indústrias. E é com muito entusiasmo podermos levar o trabalho desenvolvido pelo SST do Sesi para um congresso nacional”, completou Michel Klaime.

Já o segundo trabalho destacou os riscos ergonômicos em indústrias do segmento têxtil, também foram avaliadas empresas no nosso Estado. A pesquisa fez um mapeamento do perfil das indústrias do segmento têxtil do Mato Grosso do Sul no detalhamento dos riscos ergonômicos e os principais fatores relacionados foram: riscos relacionados a fatores biomecânicos (gestos, movimentos e posicionamento dos trabalhadores em seus postos de trabalho) e fatores organizacionais.  Ambas as pesquisas mostram a importância do trabalho de Saúde e Segurança do Trabalho e reforçam o papel do Sesi na garantia da qualidade de vida para os trabalhadores da indústria.

Priscilla Bueno destacou a alegria em participar de um evento nacional de fisioterapia e poder levar um pouco do trabalho realizado pelo Sesi em Mato Grosso do Sul. “Estou muito feliz com a oportunidade de unir o conhecimento técnico científico do SESI MS com o da UFMS e apresentar em um grande evento”, finalizou Priscila.

Congresso Brasileiro de Fisioterapia

O 23º Congresso Brasileiro de Fisioterapia é um evento de caráter técnico-científico destinado a acadêmicos e profissionais que têm relação com a Fisioterapia. O evento tem como objetivo disseminar o conhecimento sobre essa área para o maior número de pessoas possível, incluindo principalmente aquelas que estão distantes dos grandes centros do País e que enfrentam dificuldades para estar em eventos presencialmente. Este ano por conta da pandemia o evento foi realizado de forma online entre os dias 29 e 31 de março.

Comentários