03/12/2018 15h27

Patrocínio contemplará dois projetos com atuação em Mato Grosso do Sul

Redação

Sessenta e oito novos projetos socioambientais serão patrocinados nos próximos dois anos pelo Programa Petrobras Socioambiental, sendo dois em Mato Grosso do Sul. A empresa divulgou nesta segunda-feira (3/12) a lista de projetos escolhidos pela seleção pública que prevê investimento de R$180 milhões até 2021. Os projetos selecionados têm campo de atuação em 21 estados, abrangendo mais de 300 municípios em todas as cinco regiões do país. A lista com os projetos selecionados está disponível no site.

“A seleção pública foi um processo transparente, com ampla participação da sociedade, no qual agregamos as visões de diversos públicos. Como resultado, iremos patrocinar excelentes projetos que irão contribuir de forma significativa para a preservação ambiental e para a melhoria das condições de vida das comunidades onde atuamos”, afirma Beatriz Espinosa, gerente executiva de Responsabilidade Social da Petrobras.

Os projetos têm foco em uma das seis linhas definidas previamente no edital de seleção: biodiversidade, floresta e clima, água, educação, esporte, direitos da criança e do adolescente. Além destas linhas, foram valorizadas as propostas que abrangessem também temas como respeito aos Direitos Humanos e combate à discriminação (equidade de gênero, igualdade racial e inclusão de pessoas com deficiência); promoção da ética, integridade e transparência; disseminação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; desenvolvimento e difusão da ciência e tecnologia e promoção de medidas ecoeficientes.

Iniciada em maio, esta edição da seleção pública para o Programa Petrobras Socioambiental contou com 1.699 inscrições. Após uma triagem técnica, os projetos foram selecionados por uma comissão integrada por especialistas da Petrobras, do terceiro setor, do poder público, da comunidade científica e acadêmica e da imprensa especializada nas áreas social e ambiental. Um comitê deliberativo formado por outros representantes dos mesmos setores definiu os contemplados.

Conheça abaixo os projetos contemplados em MS:

Projeto Árvores da Fortuna (Instituto Mãe Terra): Desenvolvido nos municípios de Anastácio, Sidrolândia, Nova Andradina e Nioaque, visa promover atuação compartilhada para recuperar e proteger a biodiversidade do cerrado com educação ambiental para 800 participantes agricultores familiares assentados da reforma agrária.

Educação Ambiental e Direitos (Instituto Rede Jubileu Sul Brasil): Promove ações de educação ambiental e comunicação em territórios impactados por grandes projetos, com o objetivo de gerar incidência de grupos sociais locais no financiamento das políticas públicas em Dourados e Caarapó.

Comentários