13/04/2016 14h58 – Atualizado em 13/04/2016 14h58

Os crimes ocorreram no município de Selvíria, durante as eleições de 2008

Assessoria

A Polícia Federal de Três Lagoas indiciou um ex-prefeito, um ex-vereador, servidores públicos federais, estaduais e municipais, empresários e beneficiários da reforma agrária por estelionato, fraudes em processos licitatórios e crimes eleitorais cometidos entre 2008 e 2012 no município de Selvíria.

As investigações realizadas pela PF com a participação da Controladoria Geral da União – CGU/MS – constataram que em 2008, cidadãos acampados à espera de reforma agrária foram constrangidos a transferir seus títulos eleitorais para Selvíria e votar em determinados candidatos em troca de promessas de obtenção de lotes nos Projetos de Assento Alecrim e São Joaquim.

Também foram constatadas irregularidades na destinação e aplicação de verbas públicas, fraudes em licitações e na contratação de serviços e execução inadequada de obras nos Assentamentos Alecrim e São Joaquim que causaram prejuízo de aproximadamente R$ 1.000.000,00 aos cofres do INCRA.

Dois indiciados devem responder por crimes eleitorais, quatro por estelionato e os demais por fraude à licitação, podendo ser condenados a até seis anos de prisão.

(*) Assessoria de Comunicação da Polícia Federal de Três Lagoas

Comentários