14/11/2006 17h26 – Atualizado em 14/11/2006 17h26

Agência Brasil

O filho do ex-governador do Pará Almir Gabriel, Marcelo França Gabriel, é acusado de ser o principal articulador da quadrilha que fraudava a Previdência no estado. Ele foi preso hoje (14) durante a Operação Rêmora, da Polícia Federal, que prendeu outras nove pessoas acusadas de envolvimento. Segundo a PF, o grupo participava de licitações fraudadas com preços superfaturados por meio de empresas de serviços e de segurança em nome de “laranjas”. A dívida causada pelo grupo, que atuava havia mais de um ano na região, chega a R$ 9 milhões. Foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão e, ao todo, são investigadas seis empresas do grupo. O filho do ex-governador e os outros nove presos devem ficar detidos por cinco dias. Dentro de um mês, quando o inquérito será concluído pela PF, o processo será encaminhado à Justiça. Almir Gabriel (PSDB) governou o Pará de 1995 a 2002 e perdeu a eleição deste ano para Ana Júlia Carepa (PT).

Comentários