01/03/2013 15h59 – Atualizado em 01/03/2013 15h59

Plano Estadual consolida compromisso do governo do Estado com as mulheres

Da Redação

Realizado na manhã de ontem (1º), na Governadoria, o lançamento do 1º Plano Estadual de Políticas Públicas para Mulheres, ação que consolida o compromisso do governo do Estado com as mulheres. Durante o evento também foi realizada a abertura das atividades do mês de março, Mês da Mulher, que contará com uma série de ações em vários municípios de Mato Grosso do Sul.

O lançamento teve início com a entrega simbólica da cartilha do Plano à vice-governadora, Simone Tebet; às deputadas estaduais, Mara Caseiro e Dione Hashioka; à desembargadora Maria Isabel Rocha; à secretária municipal de Políticas e Ações Sociais, Thaís Helena, representando o prefeito da Capital, Alcides Bernal; à presidente do Conselho Estadual de Direitos da Mulher, Lúcia Falcão; à delegada da Mulher, Rosely Molina e às vereadoras Carla Stephanini e Grazielle Machado.

Durante o evento, a titular da Coordenadoria da Mulher, Tai Loschi, falou sobre os objetivos do Plano. “Com esse documento queremos nortear a execução das políticas públicas para as mulheres no Estado. Esse Plano trabalha temas como saúde, violência, educação inclusiva e outros, mas sabemos que ainda temos inúmeros desafios”, disse Tai.

O 1º Plano de MS tem cinco eixos temáticos: Enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher e Lei Maria da Penha; autonomia econômica e equidade no mundo do trabalho com inclusão social; saúde das mulheres e direitos sexuais e reprodutivos; educação inclusiva, não sexista e cultura e participação e fortalecimento das mulheres nos espaços de poder e decisão. Ele foi elaborado com base em conferências municipais, estaduais e federais de Políticas para Mulheres e realizado por mulheres da sociedade civil, gestoras públicas e das entidades parceiras da Rede de Enfrentamento à Violência. Para a ex-titular da Coordenadoria da Mulher e atual vereadora, Carla Stephanini o Plano, é uma ferramenta que contribuirá para uma sociedade mais justa e igualitária. “Esse é o resultado de um trabalho realizado com muito empenho e esforço e com essa ação todas as mulheres, índias, negras e brancas serão contempladas. Levei comigo para a Câmara esse compromisso com as mulheres, criaremos lá uma procuradoria da mulher”, anunciou Carla.

Para a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres de Dourados, Bárbara Nicodemos, o Plano Estadual vem para fortalecer as ações que já estão acontecendo no município. “A Coordenadoria segue os eixos do Plano Nacional e tem um enfoque maior na questão da violência contra a mulher, agora que temos o Plano Estadual ficaremos mais fortalecidos”, disse. Já para a titular do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência de Corumbá, Rosiene do Espírito Santo, a comemoração é dupla. “Hoje o Centro faz um ano e desde a sua criação vemos que muita coisa mudou, agora as mulheres vítimas de violência sabem que têm um lugar de apoio”.

De acordo com a titular da subsecretaria, Tai Loschi, no período da tarde será realizado um Fórum para as delegacias especializadas de atendimento à mulher, os Centros de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência e para os gestores municipais de políticas para mulheres, além de serem entregues os materiais para o Mês da Mulher. “No Fórum iremos discutir como dar andamento às ações e quais novos compromissos os municípios poderão assumir”, explicou. O Mês da Mulher será trabalhado em diversas cidades com caminhadas, palestras, show, gincanas, feiras e outros.

Promovido pela Subsecretaria da Mulher e da Promoção da Cidadania, o lançamento do 1º Plano Estadual teve a presença de toda a Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, além entidades não governamentais como Instituto Giro 380, Projeto T-Amar, Projeto Raabe, entre outros.

(*) Com informações de Notícias MS

Durante o evento também foi realizada a abertura das atividades do mês de março, Mês da Mulher, que contará com uma série de ações em vários municípios de Mato Grosso do Sul (Foot: Divulgação)

Comentários