23/04/2013 16h25 – Atualizado em 23/04/2013 16h25

Da Redação

Equipes da Polícia Militar Ambiental de Bataguassu apreenderam ontem (22), durante fiscalização no lago da Usina Sérgio Motta, no Rio Paraná, 34 redes com malhas de vários tamanhos, totalizando 2 quilômetros de comprimento. As redes foram encontradas próximas à ponte de concreto na BR-267 com mais de 40 quilos de pescado vivos e presos. Os proprietários das redes não foram localizados.

O uso de petrechos proibidos como redes de pesca é muito comum na região, já que nos lagos este equipamento é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho 140 milímetros. De acordo com a PMA, muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam, além de que muitos pescadores amadores utilizam estes petrechos sem previsão legal, o que caracteriza crime ambiental. A PMA continuará com a fiscalização no local para evitar a pesca predatória e a depredação dos cardumes.

(*) Com informações de Notícias MS

Comentários