22/02/2012 08h08 – Atualizado em 22/02/2012 08h08

Assessoria de Comunicação

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia (MS), que trabalham na operação carnaval receberam denúncias, de que um homem viajara e deixara seu papagaio sem comida e água, em uma residência no bairro Vila Izanópolis. Os policiais foram ao local e constataram a ave dentro de uma gaiola nos fundos da residência. Os vizinhos informaram que há dias a ave estava ali sem alimento.

Os Policiais Militares Ambientais serraram uma corrente da porta da cozinha da residência e recolheram a ave da espécie Amazona aestiva”, “papagaio-verdadeiro”, que se apresentava faminta e desidratada. A ave está sendo tratada e será encaminhada ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres-CRAS, na Capital.

Os autos e o animal foram encaminhados à delegacia de polícia civil de Cassilândia para que o proprietário, ao chegar de viagem, seja responsabilizado pelos crimes ambientais de manter animal silvestre ilegalmente em cativeiro e, possivelmente por maus-tratos. Se condenado, poderá pegar pena de 06 meses a 01 ano e meio de pela criação ilegal e mais de 03 meses a 01 ano por maus-tratos .

O autuado também recebeu multa administrativa de R$1.000,00.

PMA apreende papagaio que recebia maus tratos em Cassilândia
Foto: Assessoria de Comunicação

Comentários