19/10/2015 09h16 – Atualizado em 19/10/2015 09h16

No momento da chegada dos policiais ambientais ao local, nenhum pescador foi localizado

Assessoria

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Cassilândia, que trabalhava na operação pré-piracema e que realizou fiscalização na sexta-feira (16) e na madrugada de sábado (17) nos rios Paranaíba, Barreiro e Aporá, nos municípios de Paranaíba e Cassilândia, apreendeu 1.000 metros de redes de pesca, 97 anzóis galhos e quatro tarrafas (petrechos proibidos).

Os infratores que armaram as redes e os anzóis não foram localizados e nem identificados. Foram soltos em torno de 12 kg de peixes vivos que estavam presos às redes e aos anzóis. Este tipo de fiscalização é fundamental. A retirada desta quantidade de redes e anzóis ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes, especialmente no período de piracema.

(*) PMA/MS

As redes foram retiradas pelos policiais militares ambientais. (Foto:   PMA/MS)

Comentários