27/08/2014 14h40 – Atualizado em 27/08/2014 14h40

Os policiais verificaram que a madeira nativa estava sendo armazenada sem autorização ambiental (DOF – Documento de Origem Florestal)

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Corumbá (MS) realizaram vistoria ontem à tarde no assentamento Tamarineiro II Sul e apreenderam 156 lascas (estacas para cerca) de madeira da espécie angico armazenada ilegalmente. Os policiais verificaram que a madeira nativa estava sendo armazenada sem autorização ambiental (DOF – Documento de Origem Florestal), que é o documento legal para se ter em depósito ou transportar qualquer produto florestal.

O material vegetal foi apreendido. A PMA autuou o dono da madeira, um assentado de 43 anos, residente em Corumbá e aplicou multa de R$ 900,00. Ele responderá por crime ambiental, com pena prevista de seis a um ano de detenção.

(*) Com informações de Assecom PMA MS

A PMA autuou o dono da madeira, um assentado de 43 anos, residente em Corumbá e aplicou multa de R$ 900,00 (Foto: Divulgação/PMA MS)

Comentários