25/09/2013 15h07 – Atualizado em 25/09/2013 15h07

PMA autua carvoeiro em R$ 30,4 mil e fecha carvoaria ilegal pela terceira vez

A autuação anterior a esta fora pela derrubada de 63 árvores e por funcionar a carvoaria sem autorização

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande (MS) em fiscalização nas propriedades rurais do município de Rochedo (MS) fecharam ontem à tarde uma carvoaria que funcionava sem autorização ambiental. Os policiais voltaram ao local para verificar se o proprietário estava cumprindo as determinações de embargo ocorridas no dia 17 deste mês, quando ele foi autuado por descumprir embargo de autuação anterior.

Ao chegar ao local, a PMA verificou que a carvoaria continuava a operar na fazenda, localizada próxima à cidade. O carvoeiro, que arrenda a área, produzia carvão da lenha de 113 árvores das espécies angico, faveiro, cumbaru e pau d’óleo, que ele havia derrubado, quando foi autuado pela segunda vez e multado em R$ 10.000,00. A autuação anterior a esta fora pela derrubada de 63 árvores e por funcionar a carvoaria sem autorização.

Desta vez, o infrator, residente em Campo Grande foi autuado por descumprir o embargo, pela derrubada das árvores e pela falta de licença da atividade carvoeira. Ele também seria preso por desobediência, porém não estava no local. A atividade foi embargada novamente e o carvoeiro foi multado em R$ 30.400,00. Ele também responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora e explorar material da flora sem autorização ambiental. Se condenado, poderá pegar de três a seis meses de detenção por funcionar a carvoaria sem autorização e pena de seis meses a um ano de detenção pela derrubada da vegetação..

(*) Com informações de Assecom PMA

Comentários