01/10/2015 08h58 – Atualizado em 01/10/2015 08h58

. A PMA autuou cada caçador administrativamente e arbitrou multa de R$ 2.000,00.

Assessoria

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas (MS) foram acionados hoje de manhã pelo grupo de Policiamento Rural da PM, em razão da prisão de cinco caçadores com quatro animais silvestres abatidos.

A equipe foi à Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia (MS), onde estavam os caçadores de 26, 27, 28, 30 e 31 anos, residentes em Três Lagoas, os quais tinham sido detidos na rodovia MS 395, no km 09, quando voltavam de uma caçada, às 6h50.

Os bichos, da espécie tatu-peba, foram encontrados em um veículo Fiat Uno, com placas de Garça (SP), onde estavam os caçadores. Os infratores afirmaram ter matado os animais com faca.

Eles foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil pela PM e responderão por crime ambiental de caça ilegal. A pena de é seis meses a um ano de detenção. A PMA autuou cada caçador administrativamente e arbitrou multa de R$ 2.000,00.

(*) ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS

Os infratores afirmaram ter matado os animais com faca. (Foto: Assessoria)

Os bichos, da espécie tatu-peba, foram encontrados em um veículo Fiat Uno, com placas de Garça (SP), onde estavam os caçadores. (Foto: Assessoria)

Comentários