26/02/2018 14h42

PMA autua fazendeiro paulista em R$ 10,9 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira

Além do desmatamento, o pecuarista derrubou 23 árvores de grande porte isoladas em outra área próxima.

Redação

Durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município, Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado autuaram hoje (26), um proprietário rural por crime ambiental de desmatamento e exploração de madeira ilegalmente. O infrator desmatou em sua fazenda, localizada à margem da estrada municipal da escola agrícola, a nove quilômetros da cidade, um total de 3,9 hectares (equivalente a aproximadamente 3 campos de futebol) medidos com GPS pelos Policiais em dois capões isolados sem autorização ambiental.

Além do desmatamento, o pecuarista derrubou 23 árvores de grande porte isoladas em outra área próxima e parte da madeira estava em pequenas leiras. As atividades foram paralisadas.

O infrator, residente em Santa Fé do Sul (SP), responderá por crime ambiental. A pena é de seis meses a uma ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 10.900,00.

*ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL

O infrator responderá por crime ambiental. (Foto: Divulgação Assessoria)

Comentários