Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas realizavam fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município de Brasilândia e localizaram um desmatamento ilegal em área de bioma protegido de Mata Atlântica, em uma fazenda margeando a rodovia MS 395.

Conforme a polícia, o proprietário rural, de 64 anos realizou o desmatamento sem autorização ambiental de uma área nativa de 3,79 hectares na área do bioma protegido por lei.

A aferição da área foi realizada com GPS e no local, foi plantada pastagem e se desenvolvia criação de gado. A madeira proveniente da supressão ilegal já havia sido explorada e não estava no local. As atividades foram interditadas.

O pecuarista, residente em Brasilândia, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 18.950. Ele também responderá por crime ambiental.

A pena é de um a três anos de detenção, agravada por ser vegetação protegida. O fazendeiro também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental.

Comentários