17/04/2014 15h02 – Atualizado em 17/04/2014 15h02

Os infratores estavam em uma embarcação e haviam capturado no rio Paraguai, a 30 km da cidade, 10 kg de peixes com uso de um tarrafão e anzóis de galho (petrechos proibidos)

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Porto Murtinho (MS) realizavam fiscalização de prevenção e combate à pesca predatória, durante a operação Semana Santa, e prenderam hoje de madrugada, dois pescadores por capturar pescado com petrechos proibidos pela legislação. Os infratores estavam em uma embarcação e haviam capturado no rio Paraguai, a 30 km da cidade, 10 kg de peixes com uso de um tarrafão e anzóis de galho (petrechos proibidos). O pescado foi apreendido, juntamente com um barco, um motor de popa, um tarrafão, 25 anzóis de galho e duas carretilhas com varas de náilon.

Os pescadores, de 42 e 32 anos, residentes em Porto Murtinho receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante por pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. Se condenados poderão pegar pena de um a três anos de detenção. Cada infrator foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 900,00. O pescado será doado a instituições filantrópicas depois de periciado.

(*) Com informações de Assecom PMA MS

Os infratores estavam em uma embarcação e haviam capturado no rio Paraguai, a 30 km da cidade, 10 kg de peixes com uso de um tarrafão e anzóis de galho (petrechos proibidos) (Foto: Divulgação/PMA)

O pescado foi apreendido, juntamente com um barco, um motor de popa, um tarrafão, 25 anzóis de galho e duas carretilhas com varas de náilon (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários