22/04/2016 09h53 – Atualizado em 22/04/2016 09h53

Também foram apreendidos 700 metros de redes ilegais, pescados, barcos e motores de popa

Assessoria

Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado, durante fiscalização no Rio Formoso, realizada em Operação Tiradentes nessa quinta-feira (21), prenderam dois pescadores profissionais por pescar com apetrechos proibidos. Os infratores, que estavam embarcados, foram surpreendidos com 300 metros de redes de pesca, o que é ilegal.

Eles haviam iniciado a pescaria e capturado apenas 7 quilos de peixes. Foram apreendidos as redes, o pescado e três molinetes, além de um barco e um motor de popa. A PMA prendeu os elementos no início da pescaria, o que impediu que fossem capturados peixes em grande quantidade, haja vista que esses petrechos têm grande poder de captura e dizimação de cardumes.

Os infratores, de 38 e 50 anos, residentes em Aparecida do Taboado, receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil do município, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. Também foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.060,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciados.

PESCA ILEGAL

Outra equipe de Aparecida do Taboado, que realizava fiscalização no rio Paraná e no córrego Azul retirou 400 metros de redes que estavam armadas ilegalmente no rio. Foram soltos no rio 10 kg de peixes que estavas vivos presos às redes.

(*) Assessoria de Comunicação da Polícia Militar Ambiental – PMMS

Apetrechos que eram utilizados ilegalmente pelos infratores e que foram apreendidos pela PMA (Foto: Assessoria)

Comentários