04/03/2013 14h58 – Atualizado em 04/03/2013 14h58

Da Redação

A Polícia Militar da 1ª Companhia de Bonito atendia a uma ocorrência de violência doméstica, quando verificou no frízer do denunciado, pescados que poderiam estar fora da medida permitida pela legislação. A PM acionou uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Bonito (MS), que foi ao local no início da noite de ontem e constatou, que além de haver pescado fora da medida, ainda havia no frízer carne de animais silvestres abatidos. Foram apreendidos 20 kg de carne de capivara, 2,5 kg de carne de jacaré e 250 gramas de carne de uma ave silvestre da espécie “jaó”. Também foram apreendidos 11 kg de peixes das espécies “piraputanga” e “dourado, sendo vários exemplares fora da medida permitida por lei.

O caçador, residente em Bonito (MG) recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil da cidade, onde ele foi autuado em flagrante por pesca predatória e por caça ilegal. A pena para cada o crime de pesca predatória é de um a três anos de detenção. Pela caça, a pena é de seis meses a um ano e meio de detenção.

Os policiais ainda confeccionaram autos de infração administrativos e arbitraram multa de R$ 1.500,00 contra o infrator pelos animais abatidos e mais R$ 860,00 pela pesca predatória.

(*) Com informações de Assecom PMA

Carne de jacaré apreendida (Foto: Divulgação/PMA)

Carne de animal silvestre

Comentários