28/10/2013 07h12 – Atualizado em 28/10/2013 07h12

PMA prende pescador e apreende 108 kg de pescado no rio Taquari

O pescado ainda apresentava sinais de ter sido capturado com petrechos de malha (redes ou tarrafa)

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Coxim (MS) realizavam fiscalização hoje no rio Taquari, durante a operação Pré-piracema e prenderam um pescador amador por armazenar peixe fora da medida e com sinais de captura por petrechos proibidos.

Em um rancho pesqueiro, às margens do rio Taquari, a PMA encontrou em um frízer 100 kg de pescado da espécie pintado, 3 kg da espécie jurupensém, 3 kg da espécie jurupoca e 1 kg da espécie piavuçu, sendo vários exemplares capturados fora da medida permitida. O pescado ainda apresentava sinais de ter sido capturado com petrechos de malha (redes ou tarrafa). Foram apreendidos 108 kg de pescado e o frízer.

O infrator, de 40 anos, residente em Chapadão do Sul (MS) alegou ter adquirido o peixe de um pescador profissional conhecido como “Lorival”, que fora contratado como piloto de barco. O pescador amador foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 3.060,00. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Coxim, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saiu depois de pagar fiança. A pena para este crime é de um a três anos de detenção.

Se por acaso o pescador profissional realmente for o autor da venda do pescado, ele também será multado e responderá pelo crime ambiental.

(*) Com informações de Assecom PMA MS

A PMA encontrou em um frízer 100 kg de pescado da espécie pintado, 3 kg da espécie jurupensém, 3 kg da espécie jurupoca e 1 kg da espécie piavuçu (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários