04/03/2013 10h45 – Atualizado em 04/03/2013 10h45

Da Redação

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo (MS) realizava fiscalização ontem no rio Paraná e prendeu seis pescadores que praticavam pesca predatória com espinhéis e redes de pesca (petrechos proibidos). Três turistas, residentes em Palotina (PR) foram presos em uma embarcação no rio Paraná, próximo ao Porto Izabel, no município de Mundo Novo, pescando com espinhel (petrecho proibido).

Outros três pescadores foram presos em flagrante, quando armavam dois espinhéis com 40 anzóis e três redes de pesca na foz da lagoa Jatobá com o rio Paraná, no município de Eldorado (MS). Com os pescadores foram apreendidos dois motores de popa, dois barcos, três redes de pesca e dois espinhéis, com 40 anzóis e um espinhel de 195 metros com 80 anzóis. Foram soltos das redes e espinhéis diversos exemplares de peixes que estavam vivos, pois os policiais conseguiram prender os elementos no início da pescaria e eles ainda não tinham feito nenhum recolhimento de peixes das redes e espinhéis.

Os pescadores receberam voz de prisão e foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de polícia civil de Eldorado, onde foram autuados em flagrante pelo crime de pesca predatória e saíram após pagamento de fiança. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção. Cada pescador também foi multado em R$ 700,00, perfazendo um total de R$ 4.200,00.

(*) Com informações de Assecom PM MS

Comentários