04/11/2013 15h05 – Atualizado em 04/11/2013 15h05

PMA de Campo Grande (MS), que trabalham na operação Pré-piracema realizavam fiscalização no rio Pardo, no município de Ribas do Rio Pardo (MS) e prenderam ontem um pescador por pesca predatória

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande (MS), que trabalham na operação Pré-piracema realizavam fiscalização no rio Pardo, no município de Ribas do Rio Pardo (MS) e prenderam ontem um pescador por pesca predatória. Ele havia pescado próximo à Usina do Mimoso com redes de pesca (petrechos proibidos) e ainda havia capturado peixe fora da medida.

Com o pescador foram apreendidas três redes de pesca, uma motocicleta e 6 kg de pescado. O material foi apreendido e o pescador, um tratorista, residente em uma fazenda de Ribas do Rio Pardo foi multado em R$ 820,00. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de polícia civil de Ribas do Rio Pardo, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saiu depois de pagar fiança. A pena para este crime é de um a três anos de detenção.

Felizmente a PMA chegou no início da pescaria, pois havia um cardume de dourado no local e, com este tipo de petrecho, o pescador conseguiria dizimá-lo rapidamente, devido ao grande poder de captura deste tipo de material de pesca. Por este motivo, é tão importante a fiscalização intensificada neste período.

(*)Com informações de PMA MS

Comentários