28/10/2013 14h09 – Atualizado em 28/10/2013 14h09

PMA prende três pescadores em flagrante retirando peixes de redes de pesca

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu (MS), que trabalham na Operação Pré-piracema, autuaram ontem no rio Anhanduí, no município de Nova Andradina (MS), três pescadores por pesca predatória

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu (MS), que trabalham na Operação Pré-piracema, autuaram ontem no rio Anhanduí, no município de Nova Andradina (MS), três pescadores por pesca predatória. Os infratores foram avistados em uma embarcação no meio do rio retirando peixes de redes de pesca e rapidamente foram para a margem ao avistarem os policiais e jogaram vários exemplares de piau, traíra e cascudo no meio da vegetação, no local que servia lhes servia de acampamento. Quando os policiais chegaram, vários desses peixes ainda estavam vivos e foram soltos no rio.

Os pescadores confessaram que pescavam com redes de pesca (petrecho proibido) e foram orientados a mostrar o local onde estavam armadas e juntos com os policiais retiraram as redes. Vários peixes que estavam vivos foram soltos. O barco, um motor de popa e duas redes de pesca foram apreendidos. Os pescadores, todos residentes em fazendas da região, próximas ao km 147 da rodovia BR 267, foram multados em R$ 850,00 cada um. Os autuados responderão por crime ambiental de pesca predatória. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

A equipe ainda retirou do rio durante a fiscalização 147 anzóis de galho e 26 joão-bobos (boias), que são petrechos proibidos. Os proprietários dos petrechos não foram identificados.

(*)Com informações de PMA MS

Os pescadores confessaram que pescavam com redes de pesca e foram orientados a mostrar o local onde estavam armadas e juntos com os policiais retiraram as redes (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários