26/01/2012 10h21 – Atualizado em 26/01/2012 10h21

Água do palmito tem dias contados

Obras de empresa vencedora de licitação devem começar em fevereiro

Sidnei Ramos

A ativação do poço que vai substituir o poço da “água do palmito” já foi licitada e está aguardando o prazo de recurso e comunicação às empresas que participaram da licitação para que seja divulgado o resultado. De acordo com o diretor regional da Sanesul, Álvaro Ricardo Calábria Araújo, a ordem de serviço junto à empresa vencedora da licitação deverá ser feita no início de fevereiro. “Após assinatura da ordem de serviço a empresa terá o prazo de 180 dias para entregar a obra pronta”, afirma Álvaro.

O novo poço que vai passar a abastecer os bairros Santos Dummont, Planalto e Nossa Senhora Aparecida e adjacências – locais abastecidos pelo poço da água do palmito – já foi furado, de acordo com o diretor regional da Sanesul. “O poço já está furado e fica no Jardim Violeta”, afirma.

“Esperamos que até o final de julho deste ano o poço esteja em pleno funcionamento e abastecendo os bairros”. O diretor afirma também que hoje o poço da água do palmito atende à demanda de cerca de 20% a 30% da água na cidade.

POÇO DA ÁGUA DO PALMITO

O poço da água do palmito, conhecido na cidade pela temperatura quente da água, foi um acaso da Petrobras, afinal o poço foi furado em busca de petróleo e eles encontraram água, desde então esta água vem sendo usada para o abastecimento de residências, porém, a empresa de exploração de petróleo não utiliza a água. A empresa pediu o poço de volta para que pudesse fechá-lo, explicou o diretor regional da Sanesul.

Sanesul de Três Lagoas
Foto: César Esquibel

Diretor regional da Sanesul em Três Lagoas
Foto: Divulgação

Comentários