Vítima de 31 anos teve irritação na pele e queimação pelo corpo após procedimento. Segundo a família, os médicos disseram que mulher estava com muito formol no corpo.

G1 – A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte de uma mulher, de 31 anos, que passou mal após fazer um procedimento de escova progressiva em um salão de beleza, em Ilha Solteira (SP).

Segundo a família da vítima, Lidiane Ferreira dos Santos fez o procedimento na quinta-feira (12). Contudo, quando estava voltando para casa, começou a sentir queimação pelo corpo, irritação da pele e falta de ar.

Ela foi levada para o Hospital Regional da cidade onde permaneceu internada desde o dia do acidente. Para os familiares, os médicos disseram que Lidiane estava com muito formol no corpo.

A mulher ficou na Unidade de Terapia Semi-intensiva do hospital, onde aguardava transferência para a Santa Casa de Araçatuba (SP), mas teve uma parada cardiorrespiratória e morreu na segunda-feira (16).

O corpo de Lidiane foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Andradina (SP), onde passou por exame necroscópico. O velório dela está sendo feito na manhã desta terça-feira (17), no Velório Municipal de Ilha Solteira.

Segundo o Hospital Regional, o atestado de óbito indicou que a morte foi causada por parada cardiorrespiratória, alergia a produtos químicos, crise convulsiva e hipotensão.

Comentários