Equipe se deslocava para capturar um gambá quando viu a moça desesperada debruçada sobre a ponte; policiais a convenceram a não pular dizendo que Deus os havia mandado passar ali

No final da tarde de ontem, 27, Policiais Militares Ambientais de Aquidauana tiveram de lidar com uma situação diferente do que estão acostumados. Eles deslocavam-se para atender solicitação de captura de um gambá quando, ao passar pela ponte nova sobre o rio Aquidauana, avistaram uma jovem debruçada na proteção de concreto da ponte. A moça chorava desesperadamente e aparentava intenção se jogar no rio. Como passava devagar, a equipe percebeu a intenção dela.

Os Policiais pararam a viatura e em uma distância segura, iniciaram diálogo com a moça, que dizia estar com muita angústia, porém, não revelava o motivo. Então, o Policial falava que Deus havia mandado eles passarem naquele horário de angústia dela. Enalteciam o valor da vida e da falta que ela faria à sua família e foram se aproximando e a seguraram, convencendo-a  a sair do local.

A jovem (28) foi encaminhada ao hospital de Anastácio, onde começou a ser atendida incialmente por um psicólogo. Ao acionar a família, uma irmã disse que a moça saiu de casa dizendo que iria se jogar da ponte, mas ninguém colocou crédito e que acreditava que o seu desespero, possivelmente, tenha sido pela perda do emprego, tendo em vista ela ter quatro filhos.

Comentários