25/02/2018 09h30

Corre atrás de vítimas e usar lâmina para imobilizá-las são duas das características do agressor

Redação

A Delegacia da Mulher de Três Lagoas, investiga ataques de um estuprador na região leste do município. Casos semelhantes denunciados à polícia levantam a hipótese de que os crimes tenham sido praticados por uma mesma pessoa.

A polícia busca por mais pistas e informações que possam levar à captura do agressor, que atacou uma mulher de 55 anos, no último dia 18 de fevereiro, no bairro Set Sul. O criminoso teria usado estilete para ameaçar a vítima, que foi imobilizada.

A delegada Letícia Mobis, da Delegacia da Mulher, que investiga os casos cidade, disse que outros ataques a mulheres do bairro foram informados à polícia e acredita se tratar do mesmo agressor.

De acordo com a delegada, o caso do Set Sul não é isolado e tem semelhanças com outros recentes. “Temos informações de que outras mulheres foram atacadas no bairro. O agressor chegou a correr atrás de pessoas. Provavelmente se trata da mesma pessoa”, disse Letícia Mobis.

A delegada informou que crianças estão entre as maiores vítimas em Três Lagoas. “São menores de 14 anos, vítimas de pais, padrastos ou alguém próximo a elas. Temos cerca de 40 ocorrências por ano”, disse.

(*) Campo Grande News

Comentários