14/09/2018 15h22

Suspeito foi preso em menos de 24 horas após o crime; ele nega as acusações

Lucas Gustavo

A Polícia Civil de Brasilândia prendeu, na tarde de ontem (13), Bruno de Castro Santos, acusado de furtar um notebook de uma igreja evangélica e, ainda, defecar no altar. O crime ocorreu na madrugada de quarta-feira (12) e deixou os fiéis chocados com a ousadia do acusado. O templo fica na região da cidade e o bandido teria entrado por uma janela.

Em entrevista ao Perfil News, o delegado Thiago José Passos da Silva explicou que Bruno mentiu o nome no momento em que foi abordado pelos policiais.

‘’Primeiramente, ele [Bruno] tentou ocultar a identidade, mas depois revelou o nome verdadeiro. Conseguimos localiza-lo pois, desde que o crime ocorreu, as investigações não cessaram. Sendo assim, fizemos o flagrante’’, informou o delegado.

Conforme a Polícia Civil, Bruno também negou as acusações. Agora, investigadores tentam encontrar o paradeiro do notebook.

Segundo o delegado, o suspeito já têm várias passagens por furto, ocorridos no estado de São Paulo.

Bruno de Castro Santos. (Foto: Divulgação/Polícia Civil).

Delegado Thiago José Passos da Silva. (Foto: Lucas Gustavo/Arquivo/Perfil News).

Comentários