09/05/2013 10h25 – Atualizado em 09/05/2013 10h25

Da Redação

A Polícia Civil deflagrou hoje (9) uma operação para desarticular uma quadrilha do sul do Estado, especializada em lavar dinheiro dos grandes traficantes de Mato Grosso do Sul e também de outros Estados. As investigações começaram no segundo semestre do ano passado, na Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), quando foram detectadas fraudes na documentação de veículos dessa região do Estado.

A fraude começava com um registro falso de pré-cadastro Renavam, que é feito diretamente no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Com esse registro falso, os veículos eram documentados em Mato Grosso do Sul, pelo Detran-MS. “Não temos certeza de envolvimento de servidores do órgão, mas eles serão investigados pela Polícia Civil e pela Corregedoria do órgão”, explica o diretor-presidente do Detran-MS, Carlos Henrique Santos Pereira.

Foram presos três funcionários do Detran-MS de Ponta Porã e o gerente da Agência do Detran-MS de Antonio João. O trabalho de investigação é desenvolvido em parceria com a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco), que conta com apoio da 1ª Delegacia de Ponta Porã, além das delegacias especializadas em Roubos e Furtos (Derf), de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) e de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron). Até o momento o Detran-MS identificou 215 veículos com suspeita de fraude na documentação. Esses veículos já estão com restrição no sistema do órgão.

Comentários