20/12/2012 09h10 – Atualizado em 20/12/2012 09h10

A queima das drogas ocorreu nos fornos da Cooperrica

Da Redação

A delegacia de Polícia Civil de Costa Rica incinerou na manhã desta quarta-feira (19), mais de 400 quilos de drogas, sendo a maioria maconha. A droga é fruto de uma apreensão feita pela PRE – Polícia Rodoviária Federal realizada no último domingo (16), na BR 060, no município de Paraíso das Águas.

A incineração foi acompanhada pelo delegado de Polícia Civil de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos, do promotor de Justiça George Cássio Tiosso Abbud, da secretária Municipal de Saúde Pública Adriana Carrijo junto com os técnicos da Vigilância Sanitária, investigadores e uma guarnição da Polícia Militar.

A queima das drogas ocorreu nos fornos da Cooperrica – Cooperativa dos Produtores de Leite de Costa Rica.

APREENSÃO

A PRF apreendeu na manhã do último domingo (16), por volta das 10 horas, na BR 060 em Paraíso das Águas, 411 quilos de maconha e uma trocha de cocaína pesando 413 gramas. A apreensão ocorreu durante uma barreira policial.

Segundo informações do BO – Boletim de Ocorrência, o veículo Ford KA vermelho placas NWJ 6365 de Anápolis (GO) seria o batedor. Os policiais realizaram abordagem no Ford KA e logo perceberam que a camionete Ranger preta, placas EIX 2349 de Borborema (SP) que trazia a droga realizou uma manobra tentando fugir da barreira, no entanto, os policiais conseguiram interceptá-la.

Na camionete os policiais encontraram os 411 quilos de maconha e uma trocha de cocaína pesando 413 gramas. Também foram apreendidas três armas, dois rádios comunicadores e duas armas de brinquedo.

E ainda, foram presos em flagrante: Wilian Walter Gonçalves Ramos, 23 anos, Patrick Nascimento de Moraes, 30 anos, e Roberto Teodoro Morais, 40 anos. Eles vão responder pelos crimes de tráfico de drogas, posse ou porte ilegal de arma de fogo e receptação.

Os presos, as drogas e armas foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica.

(*) Com informações de O Correio News

A droga é fruto de uma apreensão feita pela PRE (Foto: Kayron Rodrigues)

Comentários