26/12/2012 15h00 – Atualizado em 26/12/2012 15h00

Polícia investiga estupro de abrigada no Centro do Migrante em MS

Testemunha pediu socorro ao ver mulher ser arrastada por dois homens. Mulher estava desacordada e diz não se lembrar de nada; um foi preso.

Da Redação

A Polícia Civil investiga um estupro de uma mulher de 45 anos que teria acontecido no Centro de Triagem e Apoio ao Migrante (Cetremi) de Campo Grande, na noite de terça-feira (25). Um homem de 27 anos, que estava abrigado no local, foi preso em flagrante. A vítima foi encontrada desacordada em um matagal, nos fundos da instituição.

Os três estavam abrigados no Cetremi, instituição em que são levadas as pessoas que não tem residência fixa em Campo Grande e precisam de moradia temporária.

De acordo com a polícia, o estupro teria ocorrido por volta das 19h (horário de MS). Uma testemunha relatou ter visto a mulher ser arrastada pelas pernas e braços por dois homens até o matagal.

A testemunha foi vista pelos homens e correu de volta para o abrigo, pedindo ajuda. Os suspeitos tentaram segui-lo e contê-lo, mas acabaram agredidos por outros abrigados. Um deles foi preso e o outro conseguiu fugir.

A mulher foi socorrida por uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para o Centro Regional de Saúde (CRS) do bairro Tiradentes. Durante atendimento médico, a mulher teria dito para os médicos que não se lembrava do que tinha acontecido e que tinha consumido bebida alcoólica.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro como estupro de vulnerável, já que a mulher estava desacordada. Ela foi encaminhada para o Instituto de Medicina Legal (IML) para exame de corpo de delito.

(*) Com informações de G1 MS

Comentários