Foram apreendidos quatro aves: um Pássaro-Preto, um Bigodinho, um Coleirinho e um Curió; ele responderá por crime ambiental e pode pegar até um ano de detenção

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas receberam denúncias de que um homem estaria capturando aves silvestres nos fundos de sua residência, localizada no bairro Vila Haro, na cidade e as mantendo ilegalmente em cativeiro. Uma equipe foi ontem, 8, ao local e confirmou a denúncia.

Foram apreendidos quatro espécimes, sendo um Gnorimopsar chopi, popularmente conhecido como Pássaro-preto, um Sporophila lineola, popularmente conhecido como Bigodinho, um Sporophila caerulescens, popularmente conhecido como Coleirinho e um Sporophila angolensis, popularmente conhecido como Curió, que estavam em gaiolas na parte dos fundos da residência do denunciado, que afirmou realmente ter capturado os pássaros.

O infrator (59) foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil. Os pássaros serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Comentários