03/06/2015 17h02 – Atualizado em 03/06/2015 17h02

O autor do disparo que vitimou Deivid Silva foi abordado no centro da cidade; ele entregou os dois comparsas, sendo um adolescente de 17 anos

Fábio Jorge

A Polícia Militar de Brasilândia conseguiu identificar e prender dois dos três envolvidos no crime que resultou na morte do radialista Deivid Silva (23), no último domingo 31.

Conforme nota à imprensa, por volta das 21h30 de ontem, terça-feira (02), os policiais realizavam rondas pela área central da cidade, quando avistaram uma pessoa que demonstrou agitação com a aproximação da viatura. Ao realizar a abordagem, os militares notaram que o homem possuía as características do acusado do latrocínio, conforme informações das testemunhas no dia do ocorrido.

O jovem, de 21 anos, entrou em contradição por diversas vezes durante a abordagem, mas acabou confessando a autoria do latrocínio. O autor delatou também a participação de dois comparsas, sendo um adolescente de 17 anos, morador de Brasilândia e um homem residente em Três Lagoas.

Em posse das informações, os policiais tiveram êxito em encontrar o adolescente em sua residência, recebendo voz de prisão e sendo encaminhado à Delegacia, juntamente com o autor dos disparos. O terceiro envolvido, de Três Lagoas, ainda não foi encontrado.

SOBRE O CRIME

Deivid Silva foi morto na noite do último domingo (31) em Brasilândia, durante uma suposta tentativa de assalto. Deivid estava em sua residência, quando dois bandidos invadiram o local e renderam as pessoas que se encontravam na casa.

A vítima foi levada sozinha para um dos quartos, onde foi agredido fisicamente e atingido com um tiro na cabeça. Os criminosos levaram uma corrente de ouro, dois telefones celulares e mais de R$ 2.700 em dinheiro.

Após a evasão dos autores, o pai e os amigos do radialista o levaram às pressas para o Hospital local, que tentou encaminhá-lo ao Hospital Auxiliadora, em Três Lagoas, mas a vítima acabou falecendo.

Conforme noticiou a imprensa local, Deivid possivelmente foi morto por engano, pois, segundo as testemunhas, a todo momento, os bandidos diziam que queriam “o médico”, fazendo referência ao Dr. Idris Fares (filho do ex-prefeito Issam Fares) que morou naquela residência e tinha se mudado havia três meses.

Três-lagoense, Deivid Silva era locutor e radialista, trabalhou na imprensa de Três Lagoas, inclusive no Perfil News e, mudou-se para Brasilândia no ano passado, onde tinha um site e trabalhava na rádio comunitária da cidade.

O jovem radialista trabalhava na emissora de Brasilândia e tinha o site Brasilandiafm.com

Comentários