ANTONIO COCA – Com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado por profissionais da área de segurança pública que agem na região de fronteira, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e o Conselho Institucional de Segurança de Dourados (COISED) assinaram nesta sexta-feira (8) um acordo que vai permitir a capacitação dos policiais em temas específicos que envolvem questões legais envolvendo o trabalho policial em regiões de limites entre outros países.

O documento foi assinado entre o Inspetor Waldir Brasil da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e presidente do COISED e o professor Rogério Turela, representante da reitoria da UEMS.

De acordo com o termo, o 1º Curso de Especialização em Segurança Pública e Fronteiras será realizado na UEMS em Dourados com início em fevereiro do próximo ano com duração de 18 meses. Inicialmente 40 vagas serão colocadas à disposição dos interessados, com carga horária de 360 horas.

Ainda segundo o documento, a metodologia do curso está relacionada às questões de Segurança Pública e Fronteira, com disciplinas de direito e administração pública ministradas pelos professores da UEMS. Também haverá disciplinas relacionadas às questões de segurança na fronteira que serão ministradas por instrutores que integram o COISED que já trabalham na região e possuem conhecimento prático e teórico em diversos assuntos.

De acordo com Waldir Brasil, inicialmente o curso estará voltado exclusivamente aos integrantes das forças de segurança pública da Região de Dourados e depois deve ser ampliado para outras cidades fronteiriças. “Nosso objetivo é capacitar estes policiais em questões técnicas que nem sempre fazem parte do dia-dia do cotidiano deles, mas que podem fazer a diferença na qualidade de produção de provas que no final dará um melhor resultado no decorrer de inquérito, investigação ou quando um processo chegar em sua fase final, ou seja na hora do julgamento”, disse ele.

Ainda segundo o presidente do COISED haverá troca de experiência entre policiais civis e militares, Guardas Municipais, peritos, agentes da Polícia Federal, da PRF, DOF, Ministérios Públicos estadual e federal e até do Exército Brasileiro, cada um expondo suas experiências e conhecimentos que, no entender de Waldir Brasil, vai resultar na melhoria do combate ao crime em todas as suas vertentes.

Além da capacitação dos agentes de segurança, um dos objetivos do curso é a realização de um observatório de segurança pública e fronteiras no Estado de Mato Grosso do Sul, bem como a realização de um futuro Mestrado Profissional em Segurança Pública e Fronteiras.

Comentários