21/07/2008 16h51 – Atualizado em 21/07/2008 16h51

A população carcerária de Mato Grosso do Sul tem cresceu de maneira assustadora nos últimos anos. Tomando como base o mês de janeiro de 2004, quando o Estado tinha 5.128 internos, a massa prisional saltou para 6.389 em janeiro de 2005. No mês de janeiro de 2006 atingiu 7.891 e no mesmo mês de 2007 pulou 9.158, chegando em janeiro de 2008 com uma população de 9.284, sem que a estrutura física dos estabelecimentos prisionais estivesse em condições de suportar esse crescimento.

O último mapa de ocupação da Agepen apontava no mês de junho último uma população estimada em 9.947 presos. Em média, o sistema penitenciário recebe 100 novos presos por mês, mas a taxa de desocupação não segue a mesma proporção.

Entre os presos quehoje ocupam vagas em delegacias de polícia e em presídios, a população carcerária já está perto de alcançar a casa dos 13 mil presos. Reconhecidamente, Mato Grosso do Sul possui hoje, proporcionalmente, em relação à sua população, a maior massa carcerária do País. O seu déficit de vagas está quase na faixa das 7 mil. (As informações são da OAB-MS)

Comentários