Cansados de não ter onde comprar bons vinhos na cidade, eles se juntaram em um grupo criado no Whatsapp para degustar, discutir e trazer os melhores rótulos; ideia acabou crescendo e virou um negócio

Baco ou Dionísio, o nome da divindade pouco importa. Esses três-lagoenses são devotos, mesmo, é do vinho. Unidos pela paixão pela bebida, uma turma de apreciadores se uniu em uma espécie de confraria para apreciar, degustar e – por que não? – comprar com um bom desconto rótulos apreciados pelos melhores sommeliers.

“Para encontrar os vinhos que queríamos precisávamos, no mínimo, ir até Ponta Porã”, conta a advogada Simone Siqueira, organizadora do grupo.

Junto com o marido, ela decidiu que precisava fazer alguma coisa para resolver um problema.

A ideia de organizar seu próprio clube do vinho se materializou quando a Wine – importadora e uma das principais distribuidoras de vinhos do pais – decidiu expandir seus negócios para o Mato Grosso do Sul.

“Foi o Hélio quem descobriu”, ela lembra, citando o marido. A partir de um contato com a Wine, Simone se tornou “embaixadora” na cidade. “Então, começamos a juntar os amigos para comprar caixas fechadas e dividir”, diz.

Assim como ela outras seis pessoas também ostentam esse título em Três Lagoas, formando um mercado tão maduro quanto os melhores rótulos.

O grupo de whatsapp de Simone – seleto e exclusivo para falar sobre vinho – começou com 30 amigos. Hoje, mais que dobrou de tamanho.

Um compromisso com prazer

A ideia deu tão certo que Simone oficializou o negócio. Ontem, 28, em um evento – óbvio! – de degustação de vinhos nasceu a SEW – Simone Eventos Wine. “Começou como uma brincadeira para conhecer os melhores rótulos e virou assumidamente um trabalho”, diz.

Simone Siqueira e o marido, Hélio: odisseia para encontrar os melhores vinhos acabou virando um negócio

“Pretendemos conectar pessoas em torno do vinho e celebrar. Não temos pretensão de ser sommeliers”, diz a advogada, que já pensa em expansão. “Quero construir um espaço próprio para degustação”, afirma.

O grupo continua firme e forte. Sem espaço para brincadeirinhas, a ideia é que o espaço seja para troca de ideias e impressões sobre as garrafas, as uvas… e, claro, para comprar novos vinhos.

“Como as caixas vêm com 12 garrafas, eu costumo sugerir uns três rótulos por semana. Aí cada um pede quantas garrafas quer”, diz Simone.

Mas a opção de compra vai além das sugestões dela. O catálogo está compartilhado no grupo – quem quiser um rótulo diferente dos sugeridos, é só pedir.

“Vamos dismistificar a história de que o vinho é caro, por exemplo. Você compra uma excelente garrafa por R$ 22. Você serve 10 doses a partir de uma garrafa”, afirma.

Além disso, outro mito que ela pretende derrubar por terra é o de que vinhos combinam com tempo frio. Simone jura que não. “Climas quentes combinam com brancos, rosês, verdes…”.

Está interessado em “harmonizar” com a turma? Para saber mais sobre a confraria, basta falar com a Simone no telefone 67 98447-1053.

Comentários