29.3 C
Três Lagoas
quinta-feira, 5 de agosto, 2021
InícioTrês LagoasEspecial Três LagoasPor meio de iniciativa da Suzano, agricultores locais venderam 113,5 toneladas em...

Por meio de iniciativa da Suzano, agricultores locais venderam 113,5 toneladas em 2020

A ação foi lançada em abril de 2020, com o objetivo de auxiliar as vendas da produção de pequenos produtores familiares

Há cerca de um ano e meio, termos com “isolamento social”, “pandemia”, “decreto”, “suspensão de atividades presenciais” e “delivery” se tornaram mais comuns e usuais que nunca antes.

E não por menos: um novo vírus, até então misterioso, nos obrigou a fazer isolamento social devido a uma pandemia mundial, que provocou suspensão de atividades presenciais e o aumento do delivery como única forma de venda e promoção de empresas e negócios em meio às suspensões de atividades.

Porém, algumas não conseguiram se adaptar…

PDRT

No dia 24 de março – mês em que a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil – a Prefeitura de Três Lagoas optou por suspender as atividades da Feira Livre, como forma de evitar a disseminação do vírus. E a pergunta, naquele momento, era: como os comerciantes, pequenos produtores rurais e profissionais que sobrevivem agricultura familiar, irão garantir seu sustento?

E existe uma frase, que é, na verdade, uma fórmula de física que aprendemos na escola, que diz: quanto mais massa um objeto tem e mais perto ele está, maior sua força de atração sobre outro objeto. Aqui, esta frase não será uma fórmula de física, mas um ditado. Uma analogia.

A Suzano é a maior produtora de celulose e eucalipto do mundo. Isso mesmo: do mundo. Só em 2020, a multinacional doou mais de R$ 50 milhões para o auxílio no combate à Covid-19. E, no caso do produtor rural, do pequeno produtor que move a economia local, a Suzano foi a força de atração que impulsionou este objeto em 2020.

 Dentre as diferentes iniciativas, está o Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT), que tem o objetivo de gerar renda aos pequenos produtores rurais e fortalecer as cadeias produtiva. O Programa agiu de maneira ainda mais intensa durante a pandemia, momento em que os agricultores familiares mais precisam.

Como grande produtora agrícola e líder em plantio de eucalipto, a Suzano destinou equipes que atendem e prestam consultoria. Em comunicado oficial da empresa, contam também que implantaram o sistema de delivery de pronta-entrega de hortaliças, frutas e legumes em casa, como uma forma de não deixar estes produtores desamparados em um momento tão difícil e de tantas incertezas.

A FEIRA VAI ATÉ VOCÊ

Fazem parte do Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT) as ações: A Feira Vai Até Você e O Sabor do Campo Vai Até Você. Ambas, segundo a companhia, têm o objetivo de gerar renda e fortalecer a agricultura familiar nos locais e regiões onde a empresa atua.

“A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus impactou muito esses pequenos produtores, que, por conta do isolamento social, ficaram sem ter onde e para quem vender seus produtos. Em muitos casos, 80% da renda dessas famílias vem da agricultura. Então, essas ações surgiram como alternativas para manter a renda por meio de um novo sistema vendas e capitação de clientes, o delivery. No Estado, a ação beneficia 56 famílias, de seis comunidades rurais, nos municípios de Três Lagoas, Selvíria e Santa Rita do Pardo”, afirma a empresa em comunicado oficial.

SAIBA OS NÚMEROS

Os agricultores familiares que participam da iniciativa em Mato Grosso do Sul comercializaram mais de 113,5 toneladas de alimentos em 2020 por meio da iniciativa “A Feira Vai Até Você”. A ação foi lançada em abril de 2020, com o objetivo de auxiliar as vendas de pequenos produtores familiares por meio do sistema de delivery (entregas domiciliares) diante das mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Com grande adesão dos consumidores, a ação alcançou a marca de 14.205 cestas de hortifrútis agroecológicos entregues, gerando receita bruta de R$ 226,1 mil, aproximadamente, no ano passado.

Em 2020, famílias tiveram aumento de 408,5% nas vendas de cestas agroecológicas, porém o foco também se estendeu para fortalecer a renda das mulheres com serviço de entrega de produtos artesanais como pães, bolos e doces (Foto: Assessoria)

O incremento foi de um aumento de 322,6% nas vendas por delivery em Mato Grosso do Sul. Antes da ação, a média de vendas por delivery era de 420 cestas mensais. Em 2020, o volume médio saltou para 1.775 cestas entregues aos consumidores ao mês.

O resultado ajudou a reduzir os impactos econômicos da pandemia na agricultura familiar da região.

*Esta matéria faz parte de uma série de reportagens especial em homenagem aos 106 anos de Três Lagoas, que enaltece e valoriza a solidariedade e o afeto três-lagoense, principalmente durante o período difícil que marca o ano de 2020 e o primeiro bimestre de 2021.

(*) Beatriz Rodas

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.