11/04/2014 10h11 – Atualizado em 11/04/2014 10h11

Na bagagem da autora, uma paraguaia de 19 anos, os policiais também encontraram 22,6 quilos de maconha

Da Redação

Uma paraguaia de 19 anos foi presa pela Polícia Militar Rodoviária Estadual (PRE) transportando maconha e munição em um ônibus de passageiros, em Amambai.

A prisão aconteceu no final da manhã dessa quinta-feira, 10 de abril, em frente a base PRE situada na Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Tacuru.

Segundo os policiais, durante vistoria no coletivo, foram encontrados na bagagem da passageira Marluci Rios Aguero, moradora em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, 23 tabletes de maconha prensados que depois de pesados totalizaram 22 quilos e 600 gramas da droga.

MUNIÇÃO FOI LOCALIZADA NA DELEGACIA

Diante da situação, a jovem paraguaia recebeu voz de prisão e juntamente com a droga e sua bagagem, foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai para serem tomadas as providências cabíveis.

Ao receber a ocorrência, durante a checagem da bagagem da acusada, o investigador de plantão na unidade da polícia judiciária, Claudinei Alves, desconfiou do peso de umas bandejas onde continham “chipas”, uma espécie de bolo típico da região de fronteira entre Brasil e Paraguai e esfirras e resolveu averiguar.

Quando o policial abriu os alimentos, a surpresa. O recheio das chipas e das esfirras eram munições calibre 9 milímetro.

9MM

De acordo com a Polícia Civil, foram extraídos do interior dos alimentos pelo menos 55 munições de calibre 9mm, que é de uso restrito das Forças Armadas no Brasil e mais 2 munições calibre 38.

Indagada pelos policiais, Marluci Rios teria relatado que havia pegado a bagagem com a droga e as munições de uma mulher que conhece apenas por “Tio”, na cidade de Ponta Porã, fronteira com Pedro Juan Caballero onde reside e levaria a encomenda até a cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Segundo o delegado titular de Polícia Civil de Amambai, Dr. Mikaill Alessandro Gouveia Faria, que assumiu as investigações do caso, a jovem paraguaia foi autuada em flagrante pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e porte de munição de uso restrito. Ela permanece presa à disposição da Justiça.

(*)Com informação de A Gazeta News

As chipas e as esfirras encontradas em poder da paraguaia tinham como recheio, munição calibre 9 milímetros (Fotos: A Gazetanews)

Foram encontrados na bagagem da passageira 23 tabletes de maconha prensados que depois de pesados totalizaram 22 quilos e 600 gramas da droga (Fotos: A Gazetanews)

Claudinei Alves, desconfiou do peso de umas bandejas onde continham “chipas”, uma espécie de bolo típico da região de fronteira entre Brasil e Paraguai e esfirras e resolveu averiguar (Fotos: A Gazetanews)

Comentários