12/11/2018 15h57

Preço de eletrodoméstico pode dobrar entre uma loja e outra, aponta Procon

 
CAMILA FELTRIN/FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O preço de um eletrodoméstico do mesmo modelo e fabricante chega a custar mais do que o dobro de uma loja para outra, segundo pesquisa do Procon-SP, divulgada na última semana. O levantamento mostra que a maior variação encontrada foi de 124% no aspirador de pó modelo Cyclone Stick Hepa de 1.000 W, da Mondial. O produto foi achado por R$ 129, no Carrefour, e por R$ 289, no Magazine Luiza. A diferença é de R$ 160. Ao todo, foram avaliados 96 itens avaliados em sete lojas. "Existem diferenças gritantes de valores, que o mercado possibilita. O levantamento mostra que o consumidor tem sempre que fazer uma comparação para buscar o melhor preço", diz Cristina Martinussi, supervisora de pesquisas do Procon. As batedeiras também aparecem com grande diferença de valores. O modelo Daily, nas cores branca e vermelha, potência 250 W da Philips/Walita, varia 110%. O item pode ser comprado por R$ 109, no Carrefour, ou por R$ 229, no Magazine Luiza. O Carrefour diz que realiza pesquisas de preço diárias "a fim de garantir a melhor opção de compra a todos os seus clientes". O Magazine Luiza não respondeu. O estudo constatou ainda alta de 6,04% no valor dos produtos quando comparou 39 itens também pesquisados no ano passado. No período, a inflação medida pelo IPC-SP (Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo), da Fipe, foi de 3,45%. Na avaliação de José Jorge do Nascimento, presidente da Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletrônicos), o aumento tem a ver com a variação do dólar e com o preço do aço e do plástico, essenciais para a produção dos eletrodomésticos. A política de tabelamento do frete rodoviário também estaria influenciando na alta maior dos produtos.

(*) FOLHAPRESS

Envie seu Comentário