17/01/2012 16h10 – Atualizado em 17/01/2012 16h10

Prefeita visita empresas aéreas na capital paulista

Márcia Moura, acompanhada do secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Garcia de Souza, integra comitiva de cinco cidades de Mato Grosso do Sul que possuem aeroporto

Assessoria de Comuicação

A prefeita Márcia Moura (PMDB) viaja à cidade de São Paulo (SP), nesta quarta-feira (18), para reuniões de interesse de Três Lagoas com as empresas aéreas.

Acompanhada do secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Garcia de Souza, a prefeita de Três Lagoas também integra comitiva de representantes das cidades de Campo Grande, Dourados, Corumbá e Bonito.

Na comitiva de representantes das cidades interessadas em implantar ou melhorar voos comerciais de passageiros, estará também a diretora presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brun; e o coordenador de Transportes Aéreos do Governo de Mato Grosso do Sul, Fabrício Alves Corrêa.

O objetivo das reuniões, previamente agendadas com diretores das empresas aéreas Tam, Trip e Gol, é apresentar as principais reivindicações das cinco cidades de Mato Grosso do Sul para a melhoria da qualidade do transporte aéreo de passageiros no Estado.

No caso de Três Lagoas, a prefeita Márcia Moura estará expondo aos empresários das viações aéreas o cronograma de obras do receptivo (terminal de embarque e desembarque) – obra já em andamento -, outras obras em execução e previsão da homologação do Aeroporto Plínio Alarcon.

“Acreditamos que tudo estará pronto e devidamente homologado até o mês de Aniversário da Cidade”, tem dito a prefeita Márcia Moura.

DEMANDA

A implantação de voos comerciais, principalmente, de Três Lagoas para São Paulo (SP) e vice-versa, segundo pesquisa realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, torna-se viável financeiramente, pela demanda comprovada de passageiros.

“Só de empresários e profissionais da indústria a procura semanal está em torno de 200 passageiros, para São Paulo”, informou Marco Garcia.

Além dessa clientela, “temos que considerar os passageiros das cidades no entorno de Três Lagoas, que deixariam de viajar de Araçatuba (SP) para outras cidades do Brasil”, observou o secretário.

Além das cidades do estado de São Paulo, próximas de Três Lagoas, “teríamos ainda demanda de passageiros de importantes cidades de Mato Grosso do Sul e da nossa Região que iriam optar pelo nosso aeroporto para viajar”, explicou Marco Garcia.

Além da demanda atrativa e comprovada, “estaremos mostrando às empresas de aviação todo o nosso processo de desenvolvimento econômico, industrial e empresarial, decorrente da implantação das fábricas de celulose e papel, siderúrgica (Sitrel) e a de fertilizantes da Petrobrás”, completou.

Prefeita visita empresas aéreas na capital paulista
Foto: Assessoria de Comunicação

Comentários