25/07/2008 16h53 – Atualizado em 25/07/2008 16h53

A disputa para assumir a cadeira da prefeitura de Três Lagoas em 2008 vai ser acirrada, ao menos no que diz respeito às verbas destinadas a campanha, ao todo, no momento, já se contabiliza um montante no total de aproximadamente quatro milhões de reais.

Assumindo a liderança das verbas está o candidato a prefeito Issam Fares, 62 anos, do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro). Com um patrimônio declarado em R$ 2.646.000,00, que compreende apenas a fazenda São Felipe do Pratinha, de 260 hectares, e 40 reses. O candidato e seu partido estimam gastar com a sua campanha aproximadamente R$ 1 milhão de reais.

Em segundo lugar está a atual prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet, 38 anos, do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Acumulando um total de R$ 1.297.586,18 em patrimônio declarado entre imóveis urbanos, além de algumas aplicações financeiras, a atual prefeita da Coligação “Por Amor a Três Lagoas” que reúne o seu partido o PMDB e mais 17 legendas pretende injetar em sua campanha a reeleição um total de R$900 mil reais.

O candidato Gilmar Tosta, 47 anos, do PT (Partido dos Trabalhadores), está em terceiro lugar na declaração de bens e gastos com campanha. Tosta declarou bens que equivalem a R$ 75 mil reais, que compreende um imóvel residencial e um Ford Fiesta, ano 2001. O candidato e seu partido estimam um gasto de aproximadamente R$ 500 mil reais com a campanha.

O candidato Luiz Antônio “Tidico”, 44 anos, do PRP (Partido Republicano Progressista) afirma não ter bens para serem declarados, e assim como Tosta, ele e seu partido pretendem gastar na corrida a prefeitura municipal aproximadamente R$ 500 mil reais.

Em relação à corrida às prefeituras de outras cidades do estado de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas é a que menos vai ter uma “injeção” de capital na praça, aproximadamente R$ 2,9 milhões, que é bem inferior aos gastos de outras três grandes cidades do estado, Campo Grande prevê (R$ 14,25 milhões), Dourados (R$ 6,3 milhões) e Corumbá (R$ 7 milhões) para suas respectivas cidades.

Comentários